• InternationalIT

JBS não priorizou investimentos em cibersegurança e pagou resgate de US$ 11 milhões em bitcoin

Atualizado: há 2 dias

Segundo a Bloomberg, executivos da JBS não consideraram a implementação de tecnologia de segurança cibernética e monitoramento uma prioridade por não mostrar retorno imediato sobre o investimento.

VEJA TAMBÉM: Ransomware: Não pague os cibercriminosos, diz Ministra do Interior do Reino Unido, Priti Patel


A reportagem ouviu 3 funcionários que trabalhavam em tecnologia da informação e segurança nos Estados Unidos. Eles disseram que a JBS encomendou uma auditoria de segurança cibernética nos anos de 2017 e 2018 que identificou fragilidades na infraestrutura digital.


A auditoria recomendou que a empresa adquirisse soluções de proteção para detectar possíveis ataques, mas os executivos da JBS consideraram a tecnologia muito cara e se recusaram a comprá-la.


Um dos funcionários descreveu a segurança cibernética como uma questão de importância “secundária” para a empresa, o principal foco estava no corte de custos.


Nikki Richardson, representante da JBS USA, negou as alegações dos ex-funcionários:

A empresa tem estado e continua comprometida em investir e manter sistemas e protocolos de TI robustos para protegê-la de ataques criminosos de segurança cibernética. Contar com ex-funcionários descontentes como fontes e posicionar informações datadas como fato não é relevante para os eventos desta semana.

Resgate de US$ 11 milhões em BTC


O Grupo JBS pagou o equivalente a R$ 55 milhões em Bitcoin (BTC) para recuperar dados após ataque de ransomware.


Em entrevista ao Wall Street Journal, André Nogueira, CEO da JBS USA, disse que a decisão de realizar o pagamento foi tomada após consulta de diversos especialistas na área de segurança digital e tinha como principal objetivo evitar o vazamento de dados dos clientes e parceiros da empresa:

Foi muito doloroso pagar os criminosos, mas fizemos a coisa certa pelos nossos clientes.
Não pensamos que poderíamos correr esse tipo de risco de que algo pudesse dar errado em nosso processo de recuperação. Foi um seguro para proteger nossos clientes.

SAIBA MAIS: Biden assina ordem executiva para fortalecer a segurança cibernética dos EUA


Ataques de ransomware como esse vêm se tornando cada vez mais comuns., com destaque para o caso Colonial Pipeline, que forçou o fechamento de um grande fornecedor de petróleo dos EUA.


Fontes: Yahoo e Infomoney

Não espere até ser atacado.


Conheça nossas soluções avançadas, robustas e seguras de CyberSecurity, LGPD, NGFWs, Hardware, MFT, Monitoramento de Rede, NOC & SOC,Consultoria de TIC, Treinamentos, Sustentação de Aplicações e Outsourcing.


196 visualizações0 comentário