top of page
  • Foto do escritorInternational IT

Cibersegurança em 2024: Previsões e Desafios Futuros

Atualizado: 13 de dez. de 2023

O ano de 2023 foi marcado por uma intensa atividade de cibersegurança, com profissionais de segurança e adversários envolvidos em um jogo constante de gato e rato. O cenário dinâmico das ameaças cibernéticas e a constante expansão da superfície de ataque digital levaram as organizações a aprimorar e fortalecer suas arquiteturas de segurança.


Apesar da esperança coletiva por um alívio do constante ataque diário de phishing, ransomware e ataques de preenchimento de credenciais, os criminosos cibernéticos estão preparados para usar táticas bem-sucedidas deste ano para orquestrar campanhas mais sofisticadas no próximo ano. Para se manter à frente, é crucial antecipar os principais temas que provavelmente dominarão o espaço de cibersegurança em 2024.

As previsões a seguir servem como insights estratégicos para profissionais de TI e segurança, orientando-os na priorização de esforços para navegar pela paisagem de ameaças em constante mudança:


1. Uma História Sem Fim: Credenciais Comprometidas


O uso contínuo de nomes de usuário e senhas para controle de acesso e autenticação tornou as credenciais comprometidas uma vulnerabilidade recorrente. A análise pós-mortem de violações de dados identifica consistentemente as credenciais comprometidas como o principal ponto de ataque. De fato, um estudo da Identity Defined Security Alliance (IDSA) revela que violações de dados baseadas em credenciais são tanto ubíquas (94% dos entrevistados sofreram um ataque relacionado à identidade) quanto altamente preveníveis (99%).


Apesar disso, muitas organizações carecem de controles de segurança essenciais relacionados à identidade. Aquelas que implementaram controles de acesso adequados muitas vezes se concentram em usuários humanos, negligenciando a multiplicidade de identidades não humanas decorrentes de iniciativas de transformação digital (por exemplo, DevOps, transformação na nuvem, Internet das Coisas). Como resultado, espera-se que identidades comprometidas, tanto humanas quanto não humanas, alimentem os ciberataques em 2024. As organizações são instadas a intensificar esforços na implementação dos princípios de Zero Trust para reduzir a dependência de senhas.


2. Ataques de Ransomware Continuam a Causar Estragos



O negócio de ransomware prospera à medida que os criminosos cibernéticos exploram vulnerabilidades nas organizações, como testemunhado nos ataques a entidades como o Sistema Judicial do Kansas, Yamaha Motors e Western Digital. Na verdade, o modelo de Ransomware-as-a-Service tornou ainda mais fácil lançar ataques. No último ano, os ataques de ransomware evoluíram para esquemas de extorsão multifacetados, nos quais os dados são exfiltrados e ameaçados de serem publicamente divulgados se um resgate não for pago. A recente reclamação da SEC apresentada pelo grupo de ransomware Alphv/BlackCat contra a MeridianLink adiciona uma nova dimensão a essa tática. Com a nova regra de divulgação da SEC entrando em vigor em 15 de dezembro de 2023, exigindo que as empresas relatem incidentes de cibersegurança "materiais" dentro de quatro dias, espera-se que essa tática se torne comum nos ataques de ransomware. As empresas precisam se concentrar na preparação para ransomware, principalmente na recuperação de endpoints e infraestrutura crítica, como o Active Directory.


3. Conflitos Globais e Eleições Levam a um Aumento no Hacktivismo


A interseção de conflitos globais e das eleições presidenciais de 2024 nos EUA fornece um terreno fértil para o surgimento do hacktivismo. Hacktivistas, se considerando defensores da livre expressão, podem contrapor o controle rígido sobre o fluxo de informações durante períodos de conflito ou eleições expondo informações ou lançando ataques. Governos podem apoiar secretamente grupos hacktivistas, borrando as linhas entre hacking patrocinado pelo estado e hacktivismo. Como as eleições não se tratam apenas de votos, mas também de narrativas, os hacktivistas podem desempenhar um papel na formação da opinião pública por meio de várias operações cibernéticas. A facilidade de uso das ferramentas subjacentes pode levar a ataques materiais envolvendo conteúdo deepfake de voz e/ou vídeo em 2024.


4. O Despertar da Proteção de Dados Sensíveis


Com o crescente foco na privacidade e proteção de dados sensíveis, o ano de 2024 será marcado por um aprofundamento nas preocupações com a segurança de informações críticas. Com a expansão das regulamentações e o aumento da conscientização sobre privacidade, as organizações enfrentarão uma pressão cada vez maior para proteger não apenas os sistemas, mas também os dados que residem neles. A valorização da privacidade como um direito fundamental levará a um avanço significativo na forma como as empresas lidam com os dados dos clientes, adotando medidas mais robustas para garantir a confidencialidade, integridade e disponibilidade das informações.


Os incidentes de vazamento de dados e violações de privacidade têm impacto direto na confiança do cliente e podem resultar em repercussões legais significativas sob as leis de proteção de dados. Assim, as organizações serão incentivadas a investir em tecnologias de proteção de dados mais avançadas, como técnicas de criptografia mais sólidas, controle de acesso granular e anonimização de dados para minimizar os riscos de exposição e comprometimento das informações confidenciais. VEJA TAMBÉM: Firewalls e Planejamento Financeiro: Estratégias para Proteção de Rede


5. Avanços na Adoção da Inteligência Artificial na Defesa Cibernética


À medida que a Inteligência Artificial (IA) continua a revolucionar a paisagem da cibersegurança, o ano de 2024 testemunhará uma expansão significativa na adoção e no refinamento de sistemas de IA para fortalecer as defesas cibernéticas. A aplicação de IA e Machine Learning (ML) não apenas para detectar, mas também para prevenir, responder e remediar ameaças cibernéticas será uma tendência chave no próximo ano.


A capacidade da IA de analisar padrões complexos e identificar comportamentos anômalos em tempo real proporcionará às organizações uma vantagem crítica na detecção precoce e na resposta a ameaças. Algoritmos de ML poderosos serão empregados para aprimorar a análise de dados de segurança, melhorando a precisão na identificação de ameaças e reduzindo significativamente o tempo de resposta a incidentes.


Além disso, espera-se um aumento na utilização de sistemas de IA para automação de processos de segurança, permitindo respostas mais rápidas e eficientes a ataques em tempo real. O desenvolvimento de modelos de IA interpretáveis e éticos também se tornará um foco crucial, garantindo transparência e compreensão nas decisões tomadas por sistemas automatizados.


Conclusão


Em resumo, 2024 enfatiza a necessidade crítica de encontrar um equilíbrio entre cibersegurança e resiliência cibernética. À medida que os profissionais de TI e segurança se preparam para o próximo ano, priorizar a capacidade de ver, proteger e gerenciar continuamente toda a superfície de ataque é primordial. É crucial compreender que investir em cibersegurança é uma salvaguarda para os ativos digitais, a reputação e a continuidade dos negócios. É mais do que um custo, é um investimento estratégico para o futuro da empresa.


Na International IT, entendemos a diversidade das necessidades de segurança cibernética. Oferecemos soluções adaptadas às demandas de empresas de todos os portes e setores, garantindo a proteção dos seus ativos digitais e a segurança das operações.


Proteja seu futuro. Invista em cibersegurança hoje mesmo.


Transforme seu Negócio com Tecnologia de Ponta: Agende sua Tech Demo!

Posts recentes

Ver tudo

Nos acompanhe nas redes sociais!

1200X628 - SAND.png
1200X628 -NOC.png

Ver todos os materiais gratuitos

bottom of page