top of page
  • Foto do escritorInternational IT

Ransomware: Maior porto do Japão é paralisado por 2 dias

Atualizado: 28 de nov. de 2023

O porto de Nagoya, o maior terminal marítimo do Japão, foi vítima de um ataque de ransomware. Como resultado, a autoridade portuária local decidiu interromper todas as operações por dois dias.




A restauração do porto, que desempenha um papel crucial na exportação de automóveis e é um motor da economia japonesa, traz alívio em relação a possíveis consequências econômicas mais amplas decorrentes desse ataque de ransomware.


O incidente teve início em 04/07, quando o sistema de computador responsável pelo gerenciamento dos contêineres foi desativado. Como resultado desse ataque, o porto precisou interromper o processamento dos contêineres que chegavam ao terminal por meio de reboques. De acordo com a mídia japonesa, o ataque ao porto de Nagoya foi realizado usando o ransomware LockBit, associado a hackers russos.


Nos últimos dias, o grupo cibercriminoso LockBit tem se destacado, sendo responsável por um ataque à gigante taiwanesa de semicondutores TSMC na semana passada. A TSMC relatou que um de seus fornecedores de hardware foi hackeado, mas as operações comerciais não foram afetadas.


O ataque cibernético ao maior porto do Japão serve como um lembrete contundente de que infraestruturas críticas estão cada vez mais expostas a ameaças cibernéticas. No entanto, também destaca a importância de investir em soluções de cibersegurança robustas, capazes de proteger essas infraestruturas contra ataques maliciosos.


A International IT se destaca nesse cenário, oferecendo serviços e soluções avançadas de cibersegurança que ajudam as organizações a fortalecerem suas defesas e garantir a continuidade de suas operações mesmo diante de ameaças cada vez mais sofisticadas.


Proteja seus ativos OT e redes ICS com soluções OPSWAT


Os ativos OT e as redes ICS estão se tornando o novo foco dos criminosos cibernéticos, como demonstrou o recente surto de ataques de ransomware contra empresas de infraestrutura crítica. Além do ataque ao porto de Nagoya, outros casos famosos são o da JBS que pagou US$ 11 milhões em bitcoin para os hackers e da operadora Colonial Pipeline. Para evitar que outros ataques desse tipo ocorram, são necessários sistemas de defesa robustos para proteger os ativos de OT.


O vídeo abaixo explica como as soluções OPSWAT protegem ativos de OT e redes ICS.

 

Conte com a International IT e a OPSWAT para proteger sua infraestrutura crítica!




Posts recentes

Ver tudo

Comments


Nos acompanhe nas redes sociais!

1200X628 - SAND.png
1200X628 -NOC.png

Ver todos os materiais gratuitos

bottom of page