top of page
  • Foto do escritorInternational IT

Ransomware: Polícia prende hackers responsáveis por mais de 1.800 ataques em todo o mundo

Atualizado: 5 de dez. de 2023

A Europol anunciou a prisão de 12 indivíduos por estarem ligados a ataques de ransomware contra 1.800 vítimas em 71 países.




De acordo com o relatório da polícia, os hackers utilizaram ransomwares como LockerGoga, MegaCortex e Dharma, além do malware Trickbot e outras ferramentas como Cobalt Strike.


Um cominicado da Europol descreve os 12 suspeitos capturados como "alvos de alto valor" responsáveis por "causar estragos em todo o mundo".


As prisões ocorreram na Ucrânia e na Suíça em 26 de outubro de 2021. A polícia apreendeu cinco veículos de luxo, dispositivos eletrônicos e US $ 52.000 em dinheiro. Se espera que o exame forense e os interrogatórios tragam novas pistas para a investigação.


Crime cibernético altamente organizado


Os cibercriminosos desempenhavam papéis especializados em uma organização criminosa altamente organizada, sendo cada pessoa responsável por aspectos operacionais distintos. Alguns eram responsáveis pelas invasões de rede, outros em ataques de força bruta, injeções de SQL ou operações de phishing.


No estágio pós-infecção, suas funções eram alteradas para atividades como implementação de malware, reconhecimento de rede e instalação de ferramentas de movimento lateral, possibilitando o roubo de dados.


Por fim, os sistemas são criptografados e notas de resgate são deixadas com os valores necessários em Bitcoin para que a chave de descriptografia seja disponibilizada.


Alguns dos indivíduos que foram presos são considerados responsáveis pela operação de lavagem de dinheiro. Esta operação é um enorme sucesso na aplicação da lei, graças a mais de 50 investigadores de sete departamentos de polícia europeus, seis especialistas da Europol e membros do FBI e do Serviço Secreto dos Estados Unidos.



 



Comments


Nos acompanhe nas redes sociais!

1200X628 - SAND.png
1200X628 -NOC.png

Ver todos os materiais gratuitos

bottom of page