O custo do monitoramento - com a ferramenta errada

Atualizado: Jul 22

Usar a ferramenta errada para executar o seu trabalho pode custar muito tempo e dinheiro para sua empresa!


Monitorar com a ferramenta errada é perda de dinheiro e tempo
Quanto mais tempo passar com a solução errada, maior é o desperdício de tempo e investimento.

A necessidade de monitoramento existe desde que o primeiro servidor ficou online e alguém queria saber se ele "ainda estava funcionando". Ferramentas sofisticadas para realizar monitoramento existem há mais de duas décadas, mas mesmo assim, em muitas empresas ainda estão sendo implementadas “pela primeira vez”. Parte disso tem a ver com inexperiência. Por exemplo, ou a equipe de monitoramento é jovem e não realizou o monitoramento em outras empresas, ou a própria empresa é nova e acabou de crescer até o ponto em que precisa dela. Outro motivo seria a alta rotatividade de funcionários, de modo que os profissionais estão tão distantes daqueles que implementaram o sistema anterior, que para todos os efeitos, a situação em questão é efetivamente "nova".


Nesses casos, as organizações acabam comprando a ferramenta errada porque simplesmente não têm experiência para saber qual é a certa. Porque o monitoramento em todas as organizações, exceto nas menores, é um assunto heterogêneo. Não existe uma solução única e nenhuma solução é única para todos.


Mas isso é apenas parte da explicação, em muitos casos, o custo do monitoramento fica alto demais. Então, a barreira para o uso de ferramentas melhores é a relutância em abandonar todo o dinheiro investido na compra, implantação, desenvolvimento e manutenção da primeira.


Como as empresas investem muito tempo e dinheiro na ferramenta, é claro que esperam "fazer o dinheiro valer a pena". Então, eles tentaram implementá-lo em todos os lugares, mesmo em situações em que não é o ideal.


Convencer a equipe que não é de TI da necessidade de ferramentas de monitoramento após uma falha crítica do sistema é provavelmente um pouco mais fácil, já que as interrupções tendem a permanecer frescas na mente das pessoas por muito tempo.


Como os profissionais de TI podem defender o monitoramento sem primeiro experimentar uma falha real dos recursos? Ou melhor, se uma organização teve uma falha em um sistema específico, como os profissionais de TI podem argumentar para a compra de ferramentas de monitoramento com o intuito de proteger outros sistemas críticos?


Para dar essas respostas é necessário identificar os custos potenciais de uma falha. Cada equipe administrativa se sente diferente; o que a liderança em uma organização considera catastrófico, outras podem simplesmente considerar um custo natural do negócios. Portanto, os profissionais de TI precisam destacar os custos que podem ser evitados.


Algumas coisas a considerar são:

  • O resultado final de um problema se ele não for detectado;

  • A quantidade de tempo que uma falha específica pode não ser relatada;

  • A quantidade de tempo que levaria para consertar o sistema como resultado de uma falha;

  • Custo de equipe por hora regular para o sistema em questão;

  • Custo de pessoal de emergência e horas extras para o sistema em questão;

  • Custos de manutenção planejada do fornecedor versus custos de reparo de emergência do fornecedor;

  • Vendas perdidas ou outra receita por hora se o sistema em questão não estiver disponível.

Conte com a International IT para implementar uma solução segura e líder no mercado de Monitoramento de Rede, o WhatsUp Gold.

Conheça nossas soluções avançadas, robustas e seguras de NOC & SOC, Zero Trust, Next-Gen Firewalls, LGPD, Hardware, Monitoramento de Rede, Transferência de Arquivos Gerenciada, Consultoria de TIC, Treinamentos, Sustentação de Aplicações, Outsourcing, Licenciamento Geral e Help Desk.

38 visualizações

Posts recentes

Ver tudo