FBI alerta sobre potenciais ataques cibernéticos durante as Olimpíadas de Tóquio

O Federal Bureau of Investigation (FBI) publicou um alerta sobre possíveis ciberataques de largas proporções. O documento de 5 páginas, trata do "potencial de atividades cibernéticas maliciosas para interromper os Jogos Olímpicos de Tóquio de 2020".



VEJA TAMBÉM: NSA e FBI revelam métodos usados por hackers militares russos


Apesar do FBI não ter conhecimento de nenhuma ameaça cibernética específica contra essas Olimpíadas, o órgão destaca:

Cibercriminosos que desejam interromper o evento podem usar ataques de negação de serviço distribuído (DDoS), ransomware, engenharia social, campanhas de phishing ou ameaças internas para bloquear ou interromper as transmissões ao vivo do evento, roubar e possivelmente vazar dados confidenciais, ou impactar a infraestrutura digital pública ou privada de apoio às Olimpíadas.

Outro ponto relevante do documento diz:

Atividades maliciosas podem interromper várias funções, incluindo ambientes de transmissão de mídia, hospitalidade, trânsito, emissão de bilhetes ou segurança.

O FBI recomenda que a organização dos jogos e seus parceiros tenham planos de continuidade de negócios visando minimizar interrupções de serviços essenciais. Com o aumento do trabalho remoto e o uso de serviços de