• InternationalIT

Amazon Web Services (AWS) será cobrado em reais?

A AWS está apresentando a Amazon Serviços Brasil Ltda. (AWS SBL), uma afiliada da Amazon Web Services, Inc. com sede em São Paulo, Brasil. A partir de 1º de novembro de 2020, a AWS SBL substituirá Amazon Web Services, Inc. (AWS, Inc.) como o provedor de serviços AWS e entidade de cobrança para todas as contas com um número de registro fiscal brasileiro válido (CPF/CNPJ).


Todas as contas com um número de registro fiscal brasileiro válido (CPF/CNPJ) serão afetadas por essa alteração. Se você tiver um número de CPF/CNPJ, vá para a página Configurações de impostos de seu Painel de cobrança da AWS e insira seu número de registro fiscal brasileiro e confirme/atualize as informações de endereço legal da sua empresa para todas as contas.


Esta é uma mudança importante pois não será mais necessário pagar os 6% de IOF cobrados em transações internacionais de cartão. Existem empresas credenciadas como revendedores pela Amazon Web Services para realizar o faturamento em reais. E é bom lembrar que Google Cloud e Microsoft Azure já aceitavam pagamento na moeda brasileira.


Os preços da AWS continuarão sendo definidos em dólares, mas as faturas serão emitidas em reais. Além disso, os clientes passarão a receber uma Nota Fiscal de Serviços eletrônica (NFS-e) com todos os tributos relacionados à prestação de serviços.

O real será a única moeda aceita pela AWS no Brasil. O pagamento com cartão poderá ser feito apenas com cartões de crédito nacionais e internacionais Visa, Mastercard, American Express e Elo (esta última bandeira será aceita a partir de 1º de novembro). Cartões de débito não serão mais aceitos. Por sua vez, o pagamento por faturas ficará restrito ao TED.


VEJA TAMBÉM: Como criar dashboards relevantes para seu negócio


A AWS está passando por mudanças no pagamento, mas o restante continua igual: “seu conteúdo, configurações, direitos de acesso e configurações de segurança permanecerão os mesmos”, diz a Amazon. A empresa preparou uma seção de perguntas e respostas neste link.


Netflix, McDonald’s, Airbnb e Mercado Livre são alguns dos milhares de clientes da AWS. O serviço de nuvem é usado de forma tão ampla que um simples erro de digitação pode derrubar parte da internet.


Sendo cobrado em Reais ou em Dólares, você não pode ser surpreendido com a fatura do serviço cobrado. Então, para solucionar as lacunas de visibilidade na nuvem, você pode ter relatórios dos provedores de serviços na nuvem. Esses serviços em geral não são capazes de ajudar você a visualizar seus recursos baseados na nuvem dentro do contexto da sua infraestrutura geral. Isso gera lacunas de monitoramento de visibilidade. O WhatsUp Gold permite monitorar e enviar alertas e relatórios sobre o status e o desempenho de cada métrica disponível por meio das APIs da AWS ou do Azure, além de integrar esses dados em seu mapa de infraestrutura, central de alertas e dashboards.


Para monitorar seu serviço na nuvem e não ter surpresas desagradáveis ao final do mês, entre em contato conosco através do e-mail contato@internationalit.com ou pelo telefone (11) 3938-4653 que temos um time pronto para lhe atender!


*Para conferir a matéria original, clique aqui.

9 visualizações

Política de Privacidade | Copyright © 2020 Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Marketing Fora De Série