top of page
  • Foto do escritorInternational IT

Guerra Digital: Ataques Cibernéticos Agravam Conflito Israel-Hamas

Atualizado: 28 de nov. de 2023

A escalada no conflito entre Israel e o Hamas trouxe à tona uma ameaça adicional: os ataques cibernéticos. Grupos cibercriminosos, incluindo alguns com ligações a entidades russas, têm mirado tanto o setor privado de energia e defesa quanto as organizações de telecomunicações israelenses.

VEJA TAMBÉM: Ciberguerra: Ataques contra organizações governamentais fora da Ucrânia aumentam 21% Os primeiros ataques hacktivistas foram lançados contra Israel pelo grupo Anonymous Sudan, menos de uma hora após os primeiros foguetes serem disparados pelo Hamas. Eles visaram sistemas de alerta de emergência em Israel e também miraram o Jerusalem Post, o maior jornal diário de Israel.


Do lado do Hamas, um grupo chamado Cyber Av3ngers atacou a organização de rede elétrica Israel Independent System Operator (Noga), alegando ter comprometido sua rede e desativado seu site. Além disso, a Israel Electric Corporation e uma usina elétrica foram alvos de ataques.


O grupo pró-russo Killnet lançou ataques contra sites do governo israelense, enquanto um grupo de hackers palestinos chamado Ghosts of Palestine convidou hackers de todo o mundo para atacar infraestruturas públicas e privadas em Israel e nos Estados Unidos.


A Microsoft, em seu quarto relatório anual de Defesa Digital, revelou uma série de ataques cibernéticos perpetrados por um grupo com base em Gaza, identificado como Storm-1133. Este grupo, segundo a empresa, tem como alvo organizações israelenses nos setores de energia, defesa e telecomunicações. A avaliação é de que o grupo busca promover os interesses do Hamas, grupo militante sunita que governa de fato a Faixa de Gaza.


Esses ataques utilizam uma combinação de engenharia social e perfis falsos no LinkedIn, apresentando-se como gestores de recursos humanos, coordenadores de projetos e desenvolvedores de software israelenses. Essa estratégia visa contatar e enviar mensagens de phishing, conduzir reconhecimento e distribuir malwares entre os funcionários das organizações israelenses.


A Microsoft também observou tentativas do Storm-1133 de infiltrar organizações terceirizadas com laços públicos com os alvos israelenses de interesse. Essas intrusões visam implantar backdoors, juntamente com uma configuração que permite ao grupo atualizar dinamicamente a infraestrutura de comando e controle (C2) hospedada no Google Drive. Essa técnica proporciona uma vantagem sobre algumas defesas de rede estáticas.


Adaptação e Vigilância Constante na Era da Cibersegurança


Esses ataques cibernéticos ocorrem em meio a uma escalada no conflito entre Israel e Palestina. Grupos hacktivistas, como Ghosts of Palestine, intensificaram operações maliciosas visando derrubar websites e sistemas de TI governamentais em Israel, nos EUA e na Índia. Este cenário reforça a necessidade de medidas robustas de segurança cibernética em face de ameaças em constante evolução.


A colaboração entre setor público e privado, juntamente com a implementação de tecnologias avançadas de defesa cibernética, torna-se imperativa para proteger as infraestruturas críticas em um ambiente digital cada vez mais complexo e desafiador. A vigilância constante e a prontidão para se adaptar a ameaças emergentes são essenciais para preservar a segurança e a estabilidade. Na International IT, estamos comprometidos em oferecer soluções e serviços de cibersegurança confiáveis e eficientes para proteger o seu negócio contra as ameaças do mundo digital em constante evolução. Conte conosco para oferecer a tranquilidade e o suporte necessários para que você possa se concentrar no que faz de melhor: impulsionar o sucesso do seu negócio.


Entre em contato e descubra como podemos ajudá-lo a proteger o seu negócio!



Transforme seu Negócio com Tecnologia de Ponta: Agende sua Tech Demo!

Posts recentes

Ver tudo

Nos acompanhe nas redes sociais!

1200X628 - SAND.png
1200X628 -NOC.png

Ver todos os materiais gratuitos

bottom of page