Dados de milhões de brasileiros são vendidos na internet por R$ 200

Dados de milhões de brasileiros vazados de diversas plataformas de serviços públicos estão sendo vendidos por uma mensalidade de R$ 200 em sites de fácil acesso na internet.



VEJA TAMBÉM: Pegasus Spyware: Apple processa NSO Group


A ação dos cibercriminosos está acontecendo na surface web e não na deep web, onde geralmente essas transações acontecem.


As informações foram vazadas de plataformas como Receita Federal, CadSUS, INSS, Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), Sistema Nacional de Armas (Sinarm) da Polícia Federal e da empresa Boa Vista.


O portal de venda de dados roubados está hospedado em endereços facilmente localizados em uma pesquisa no Google e está organizado por sessões nomeadas como “painéis”, os dados estão disponíveis após um login e senha pagos, e disponibilizam nome completo, CPF, RG, endereço das pessoas e de familiares, renda estimada, foto e assinatura dos modelos mais recentes da Carteira Nacional de Habilitação.


No site é possível cruzar dados, para segmentar pessoas de acordo com um perfil desejado pelos criminosos. A comercialização e a compra destes dados podem corresponder a crimes, infringindo os artigos 153 e 154 do Código Penal.