Ataque do Grupo Indra ao Irã revela ameaças à infraestrutura crítica global

O ataque cibernético realizado pelo Grupo Indra ao sistema de trens do Irã serve de alerta à governos e corporações em todo o mundo sobre a importância de proteger a infraestrutura crítica.


Indra é atacado por Jambasura.
Indra, deus do céu no Hinduísmo, é atacado por Jambasura.

LEIA TAMBÉM: 3 métodos simples para proteger seus dispositivos IoT corporativos


De acordo com uma análise publicada pela Check Point, o ataque foi realizado pela Indra, o mesmo grupo responsável por vários ataques cibernéticos perpetrados contra empresas na Síria:


Os ataques ao Irã foram considerados taticamente e tecnicamente semelhantes à atividade anterior contra várias empresas privadas na Síria, realizada pelo menos desde 2019. Conseguimos vincular essa atividade a um grupo de ameaça que se identifica como um grupo de oposição ao regime, chamado Indra.

Em 9 de julho, meios de comunicação locais começaram a reportar sobre um ataque cibernético contra o sistema ferroviário iraniano, com hackers alterando as telas das estações de trem pedindo aos passageiros que ligassem para ‘64411’, o número de telefone do escritório do líder supremo iraniano Khamenei. Os serviços de tre